Publicado em

Tendências para Bares e Restaurantes 2017-2018

Tendencias yazaki lifestyle 2017-2018

Fast & Casual:

Entre as Tendências para Bares e Restaurantes este estilo vem com tudo por propiciar ao cliente final uma refeição rápida, mas carregada de uma linda experiência, algumas vezes em combinação com o ambiente acolhedor onde é servida, mas isso nem sempre é regra, food trucks, cafés ou mesmo supermercados podem aderir a tendência. 

Tendencias yazaki lifestyle 2017-2018

Portas Abertas:

Esta é uma ação utilizada pela rede McDonald´s em todo o mundo, que consiste em apresentar aos consumidores todos procedimentos que validam a qualidade no preparo dos alimentos. Em 2017 no Brasil mais de 1,5 milhão de clientes já usufruíram dessa experiência. Para que isso aconteça os principais players são os gerentes, eles surpreendem os clientes com convites para que conheçam a cozinha e as instalações dos restaurantes.

Food Telling:


É a resposta a uma demanda de informação transparente, atrativa e necessária para Bares e Restaurantes. Conecta o consumidor ao que ele consome, ao mesmo tempo que propicia uma maior identidade e autenticidade aos alimentos.




Frases chamativas nas paredes não podem faltar: “Feito naturalmente, "O Chef Preparou”, “Colhido a mão", "Feito a mão,”Pão de fermentação natural", Sandwiche caseiro”...

Tendencias yazaki lifestyle 2017-2018

Entre no grupo de debate da nossa Liga gastronômica no Facebook, e se quiser você também pode se cadastrar – AQUI – em nossa lista de parceiros, vamos lhe proporcionar um diagnóstico onde você poderá entender como está a saúde do seu negócio no mercado de Bares e Restaurantes.





Abraços;


Emiliano Machado
Wagner Mattei.

Publicado em

Mulheres – Design – Gastronomia

O assunto de hoje é uma discussão bacana na nossa rede sobre como as mulheres geram um posicionamento essencial dentro de uma empresa moderna.

 
Deem uma olhada:
 
As mulheres são geneticamente arraigadas a serem múltiplas. Na antigüidade elas cuidavam da agricultura por exemplo e em alguns lugares eram caçadoras, porém sem perder seu lado carinhoso, sensível e dispostas a compartilharem.
 
O caminho do “empreender”, como conhecemos hoje, foi tomado por muitas mulheres sempre, só que hoje deixamos de ver de forma emotiva. Em tempos modernos elas conseguem visualizar o todo, números e metas, sem perder sua genuinidade seguem sendo múltiplas.
 
As mulheres atuam ativamente em todos os campos e segmentos da sociedade, e por sorte seguem mantendo a mesma genética de sempre.
 

Sabe aquelas mulheres incríveis que fazem o possível e o impossível para melhorar o mundo?

 
Artista: Fernanda Brocatto
 
Então, aqui na YAZAKI Lifestyle temos uma dessas mulheres maravilhosas. É a Fernanda Brocatto, designer estratégica e sócia da empresa. Ela está realizando e projetando constantemente, com seu estilo irado e com muita desenvoltura vem criando nossas metodologias e processos em todos os âmbitos do negócio.
 
 
Aonde entra o design estratégico?
 

Mulheres no design estratégico

 

É justamente na visualização macro do negócio, na composição e aplicação dos princípios de design, uma abordagem dos desafios de forma criativa a fim de aumentar as qualidades inovadoras e competitivas de uma organização.

 
A necessidade de profissionais multidisciplinares é essencial para o futuro e desenvolvimento de um mundo mais equilibrado, de negócios mais transparentes e voltados para as pessoas. Na analise do ecossistema gastronômico precisamos cruzar diferentes culturas, pensamentos e pontos de vista para chegar a obter insights e oportunidades que abarquem um amplo grau de assertividades.
Vamos junto?
 
Fernanda Brocatto
 

Fernanda Brocatto é Designer de produto com especialização em design estratégico.
fersandin2@gmail.com

 
 


 
 
[btnsx id=”1821″]
 
 

Publicado em

O Salmão e suas caracteristicas

Pessoal o post de hoje vai carregado de boas informações que foram propiciadas através da internet pelo Dr. Victor Sorrentino. Em sua pagina ele sempre posta os “segredos para uma vida longa” (homônimo ao seu livro), e hoje achamos interessante disseminar o seu ótimo post onde ele compartilha seu ponto de vista com respeito ao SALMÃO.

 
O salmão tem um tipo de gordura poli-insaturada que é essencial à vida humana.
Responsável por nosso sistema anti-inflamatório e associado diretamente ao tratamento de mais de 60 doenças, é o chamado Ômega 3!
 

O salmão se abastece dele por meio da ingestão de algas presentes nas profundezas
das águas frias, originalmente avermelhado é uma maravilhosa fonte de ômega 3 também conhecido como um ácido graxo.

 
A questão é que, atualmente, 99% do salmão que é vendido nos restaurantes, peixarias e supermercados são criados “artificialmente” ao invés de pescados na natureza e isto muda completamente suas propriedades.

Salmão cativeiro vs Salmão selvagem

Quando criado em cativeiro o Salmão é alimentado com rações que contém Ômega 6, também essencial para nossa vida, entretanto suas fontes na natureza são fartas e a maioria das pessoas já tem níveis bastante elevados deste ácido graxo, sem contar os corantes e químicos adicionados a estes peixes para que fiquem com aquela cor artificial laranja (lado esquerdo da foto), que constitui um grande problema à nossa saúde.

 
Pouco a pouco nossas fontes originais de alimentos saudáveis vão sendo extintas pela questão de alta demanda e da dificuldade de obtenção na natureza. Com isso surgem os mais distintos cativeiros.

 
De acordo com o Dr. Victor, a escolha deve ser sempre pela opção mais saudável, nesse caso, os peixes mais selvagens, porém quando isso não é possível, ele recomenda apenas atenção com relação a sua proveniência. A consciência faz a diferença!

 

Fanpage – Dr. Victor Sorrentino

 
 

Por hoje é isso! Nossa comunicação é muito importante. Estamos nos lembrando constantemente de vocês. Esse espaço é para nós que amamos esta ciência gastronômica.

 

 

Emiliano Machado
emilianobmachado@gmail.com

 
 
[btnsx id=”1821″]
 
 

Publicado em

O segredo do Boka’S…

Já foram ou repararam nesse lugar que está sobre a avenida das Rendeiras na Lagoa da Conceição em Florianópolis? Eu ainda não mais decidimos fazer um analise rápido de comentários  sobre o que as pessoas dizem por ai sobre o Boka´S, só para ver se da para descobrir o segredo e compartilhar com vocês.

 

1/4 camarão a milanesa
O segredo do Boka´s

Parece que esta “rede” é um caso de sucesso em tempos difíceis, eles são famosos pela farta “quantidade” em suas porções, já escutei muitos comentários de amigos é juro que fiquei intrigado.
Lá são elaborados os famosos “1/4 de porção” que servem 4 pessoas!!!
Outras pessoas falam que toda a família vai jantar (algo incomum nestes tempos de crise), e que grandes grupos de amigos vão la só pra comer muitos camarões e beber cerveja.

Se colocarmos todas as palavras do que as pessoas falam sobre o restaurante na internet fica assim:

 

segredos do Boka´s
dados coletados com software seek´r…

 

10 estabelecimentos foram pesquisados somando um total de 287 comentários coletados, 9,7% desses comentários referem-se a palavra “preço” e a relacionam com “honesto”, “justo”, “competitivo”, “compatível” . 12% dizem que “vale a pena” e recomendam o lugar para outras pessoas. 41% citam a palavra “camarão” e 53% falam sobre as gigantes “porções” servidas no lugar.

Vocês conhecem outros lugares que nos permitem isso nestes dias???
 
Qual realmente é o segredo do Boka´s?
 
Por hoje é isso! Lembrem-se que aqui tem um cara (uruguaio) que provavelmente tenha muitos erros em português e na vida. Mas é muito importante nossa comunicação. Eu estou me lembrando constantemente de vocês. Esse espaço é para nós que amamos esta ciência gastronômica. 
 
 
Emiliano Machado
emilianobmachado@gmail.com
 
 

 


 
 
[btnsx id=”1821″]
 
 

Publicado em

Mendoza: a terra dos vinhos

Nossa trama se passa no final do Inverno de 2015, em Setembro na Argentina. Com o intuito de conhecer melhor sobre a elaboração e produção dos vinhos, fomos parar em Mendoza.

 

Cidade relativamente pacata com construções antigas e um povo bem hospitaleiro. Esse é o cenário principal que norteia diferentes figuras como parte de um grande quebra-cabeças, um jogo de completar com diferentes fichas de uma grande história.

 
As maiores histórias contadas pela Yazaki lifestyle sempre permeiam a gastronomia e são recheadas de pessoas reais que vivenciam e expõem suas experiências nos mais diferentes lugares.

 
Começamos nosso conto com a Marta, funcionária do hotel que nos hospedamos, quem nos indicou um belo restaurante para nosso primeiro jantar na cidade.

Restô-bar Maria Antonieta

 

Bem localizado na Av. Belgrano, cheio de conceito, com estilo charmoso italiano e toques contemporâneos. Assim é o restô-bar, com um ambiente agradável e despretensioso, tem a cozinha fusão mediterrânea com Argentina aberta e cheia de gente jovem e concentrada no que mais aprecia: cozinhar com qualidade e paixão.

 

foto 2
Maria Antonieta, restô-bar


 
Em um lugar onde tem muito vinho, nada melhor do que começar bebendo um Dry Martini e um Pisco Sour rsrs. Ali no restaurante trabalha a Antonella, ela é recepcionista e foi quem nos contactou com o Hugo, que viríamos a conhecer na manhã seguinte durante a locação de um carro para percorrer as vinícolas.

 

Por sorte fomos bem recomendados e com um pouco de prosa, chegamos aonde queríamos: uma indicação surpresa de uma adega especial e pouco turística…

 

Adegas Aleanna, El Enemigo.

Ao chegar fomos recebidos pela Flavia, anfitriã e narradora da história dos vinhos “El Enemigo”. Uma Vinícola estilo boutique, localizada junto a casa do seu proprietário e enólogo Alejandro Vigil (Catena Zapata) na parceria com Adrianna Catena.

 

foto 1

Casa El Enemigo – Emiliano Machado, Alejandro Vigil, Fernanda Brocatto.


 
Ali construirão um espaço mágico, carregado de experiências e da arte de fazer grande vinhos premiados como o
“Gran Gualtallary”, um Cabernet Franc com 98 RP (ver pontuações Robert Parker – link), considerado um dos melhores do mundo nessa especialidade, suas uvas crescem a 1500m de altitude, bem aos pés da Cordilheira dos Andes…

 
Foi genial passar pelo céu “El cielo” e pelo inferno “El Infierno” da Casa El Enemigo, ali só iniciavam nossas aventuras pelos processos da viticultura. Com o intuito de conhecer uma vinícola realmente industrial e mais comercial, partimos para a casa da familia Arizu.
 

foto 4
Casa Luigi Bosca

Luigi Bosca

 

Quem nos guiou nessa história foi o Juan Burgoa, atencioso gerente de turismo e nosso professor em matéria de grandes proporções. Ele contou como se construiu aquele templo centenário que se remonta a união de 2 famílias de imigrantes italianos, Arizu e Bosca. Atualmente quem se encarrega das Adegas Luigi Bosca é a 3ª e 4ª geração da Família Arizu, que produz cerca de 7 milhões de litros de vinho por ano, do qual 60% vai para exportação.


 
O Brasil está entre os 5 países mais consumidores dos seus nobres caldos.

 

Era natural que uma rica degustação fizesse parte do fechamento do trajeto rsrs, onde na minha opinião, ressaltou o “Bohème – Brut Nature”, muito frutado com aroma intenso, uvas Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay (com uma parte da fermentação feita em tonéis de carvalho francês), gerando uma interessante sensação de persistência das bolhas no paladar, intensificando seu sabor.

 

Visto que nossos objetivos eram conhecer uma vinícola semi-artesanal, uma industrial/tecnológica e uma terceira totalmente industrial e comercial, já havíamos percorrido 2 de nossos principais desafios. Nos restava uma parte fundamental do quebra-cabeças, a Vinícola dos Irmãos Pulenta.

 

Tínhamos muita vontade de conhece-la só que no dia que tentamos visitar era sábado e já estava fechada. Mais essa adega foi tão bem indicada pelo Guilherme – um gaúcho que conhecemos no restaurante – que decidimos ficar o final de semana para ir conhece-la… Aliás Mendoza estava lotada de brasileiros, porque será?

 

Pulenta Estate

 

Para fecharmos com chave de ouro nossas aulas práticas pelas vinícolas ainda faltava esse lugar curioso que mistura simplicidade com alta tecnologia, então fomos novamente a procura da experiência… Em 1902 Angelo Pulenta e Palmina Spinsanti chegaram na Argentina provenientes de Ancona, Itália. Logo após 10 anos plantaram as primeiras castas de uvas.

100 anos depois, surgiu a Pulenta Estate.

 
Foi fundada em 2002 para desenvolver vinhos de alta gama. Eles tem como propósito produzir series limitadas de grandes vinhos, elaborados com orgulho da sua terra na Argentina.
Criam vinhos exclusivos para cada lançamento de carros da marca Porsche e Ferrari, uma vez que representam a marca no país. Foram, inclusive, presenteados pela Ferrari com um motor de Formula1 que se encontra na sala de apresentações dentro da Adega.
 

Pulenta Estate - degustação
Degustação – Pulenta Estate


 
A degustação foi impecável. Dentre os vinhos destacados, o “Gran Corte” um blend de uvas Malbec, Merlot, Cabernet Sauvignon, Petit verdot e Tannat se sobressai. Um vinho com aromas de baunilha, com sabor suave e cremoso. Entretanto o que mais surpreendeu foi o Gran Cabernet Franc, com forte aroma a pimentão assado e um tom de pêssegos, com sabor levemente apimentado, no mínimo, inusitado.

 

Com ele, fechamos nossa grande experiência eno-gastronômica porém com retrogosto de contentamento, Mendoza é uma parte fundamental da rota dos vinhos (ver post).

 

Sem sombra de dúvidas, cada personagem dessa história confecciona uma receita exclusiva Mendoncina com ingredientes de primeira qualidade aonde a emoção intrínseca a cultura do vinho na suas veias, faz parte das suas vidas e as motivam a disseminarem essa história aos 4 ventos, sejam em pequenas, medias ou largas escalas ou infra-estrutura na produção do seu elixir.
Como resultado, um coração aquecido e uma paladar mais apurado.

 

Emiliano Machado
emilianobmachado@gmail.com
 

Nós adoramos novidades, por isso deixamos o canal aberto para sugestões, opiniões e comentários.
 
Você como parte integrante e fundamental da nossa Cultura gastronômica esta convidadíssimo/a para nossos próximos eventos. Entre em contato!

 

   

 
 
[btnsx id=”1821″]